Nomeação voluntária de um EPD

Mesmo quando o RGPD não impõe a nomeação de um Encarregado da Proteção de Dados, as Organizações podem considerar útil a nomeação de um EPD. Na verdade, um EPD pode auxiliar as Organizações na implementação de Programas de Privacidade e agir como intermediários na relações com as Autoridades de Controlo e as demais Partes Interessadas.

NOTA: se nomear voluntariamente um Encarregado da Proteção de Dados fica sujeito a todas as obrigações impostas pelo RGPD.